A Serra de Carnaxide continua sob ameaça de nova construção. Termina hoje o prazo da Consulta Pública de um pedido de alteração ao Alvará do projeto Aquaterra, que vai transformar o sopé da Serra, por onde passa parte do Aqueduto das Francesas,
ler mais »

Lembra-se deste polémico mega-resort comercial no Alto de Carnaxide? Chama-se Aquaterra… Pois, está de volta para consulta pública mas, desta vez, quem quiser consultar o processo não o pode fazer online. No município que se preza como sendo muito moderno, onde até
ler mais »

Foi bonito o passeio! Mas depois de tantas urbanizações na encosta de Carnaxide, é preciso garantir que o que ainda resta da Serra de Carnaxide se mantém livre de edificação e sob um programa de naturalização que assegure um espaço ao serviço
ler mais »

Deu entrada hoje, dia 20 de abril, um requerimento para consulta de informação relativa aos trabalhos de carácter florestal que o Município de Oeiras vai executar na Serra de Carnaxide. Num concelho em que o Presidente da Câmara dispensa o conhecimento técnico
ler mais »

O Aqueduto de Carnaxide O Aqueduto das Águas livres é a maior obra de engenharia hidráulica do século XVIII emPortugal, com os seus 58 Km de extensão, incluindo os seus ramais e pretendia resolver o oproblema da escassez de água em Lisboa,
ler mais »

Um marco que parece um foguetão e afinal é um Farol Sobre o Farol da Mama de Carnaxide O Marco Geodésico de Carnaxide (nome pelo qual também é conhecido) é afinal um farol instalado num marco geodésico e integra o património inestimável
ler mais »

EU TENHO UM SONHO Imagino o maravilhoso Vale do Jamor e as infraestruturas aí existentes integradas num plano conjunto que englobasse os estádios, cortes de ténis, piscina olímpica, pistas de cross, canoagem a Faculdade de Motricidade Humana (FMH) etc., acrescentado mais modalidades
ler mais »

Por nós e pelas gerações futuras Uma pequena Serra, enormes benefícios para a população – Uma parceria cidadã para a Serra de Carnaxide. Apesar da movimentação de população, de investigadores, dos próprios media, os responsáveis pela gestão do território não ouvem, não veem…  Mas
ler mais »